TOP NEWS

Seja bem-vindo, ou bem-vinda ao meu site! Leia quantos poemas quiser... se possível, deixe seu comentário. Volte sempre!

28 de novembro de 2016

(DES) FIZ-ME | POR ANDERSON C. SANDES




Fogo na caatinga
Fiz-me pardal e voei
Verde na serra
Desfiz-me das asas, pousei
Era belo o caminho
Fiz pra mim botas... e andei
Fresco e calmo era o lago
(... não sei nadar)
Tive medo, e nada virei
Odiava o medo
Fiz-me coragem e nadei
E na coragem... me afoguei

De longe observava d’onde vim
Tive pena de mim, por um instante
E de penas me enchi
De novo fiz-me pardal
E a caatinga visitei
E por lá não mais me encaixei...

Me cansei da caatinga
Fiz-me fogo e a queimei

Voem pardais... voem!

Foto: André Brito
....