TOP NEWS

Seja bem-vindo, ou bem-vinda ao meu site! Leia quantos poemas quiser... se possível, deixe seu comentário. Volte sempre!

16 de abril de 2016

MIGRAÇÃO | POR ANDERSON C. SANDES



Migram as aves pro meu coração
Eis que findou meu inverno
Nesse inferno de frieza
Nesses lagos congelantes
Onde meu Narciso feio se contempla
E acha bela sua estranheza 

Cantam as aves em meu coração
Quebrando em mim todo silêncio
Silêncio agora que encanta
Que encara, que canta, e conta
Conta, em cada canto: um causo

Encheu-se de aves o meu coração
Não é agora tão vazio
Há flores, há lagos, há cores
Sem dores nas dores, apenas amores

Os cantos voam, as cores voam
Voam p’ronde querem, o tempo voa...
Aprendi a voar

Aprendi no tempo, a voar
Aprendi no amor, a amar

Agora eu voo em direção do amor


Anderson C. Sandes   
  
....