TOP NEWS

Seja bem-vindo, ou bem-vinda ao meu site! Leia quantos poemas quiser... se possível, deixe seu comentário. Volte sempre!

8 de outubro de 2015

COSMOS JARDIM | POR ANDERSON C. SANDES



Bem arado foi o céu

Enchido com sementes de estrelas
Como serão suas flores?
Rosadas de luz? Cheias de cores?
Quem as colherá? Quem escolherá?

Há um jardineiro?

Um bastaria? 
Como se podam estrelas?
Quem... quem as regaria? 

Sei que são belas as flores

As flores das estrelas
Não há vaso digno de tê-las

Olha como brilham

As flores das estrelas
Não há olho digno de vê-las

Eu cá, com toda minha indignidade

Observo com cuidado, de longe
De outra forma não poderia ser
Já sou ousado em me atrever a ver
Creio que...
Não devo levar tão a sério assim...
Afinal, elas brilham, também, pra mim



Anderson C. Sandes


....