TOP NEWS

Seja bem-vindo, ou bem-vinda ao meu site! Leia quantos poemas quiser... se possível, deixe seu comentário. Volte sempre!

11 de junho de 2015

DE BABILÔNIA A PATMOS | POR ANDERSON C. SANDES



Vem vindo um mar de gente
Seguram-se os ventos de guerra
Há um animal que governa
E oprime um povo inocente

Uma meretriz que é rainha
Que outrora foste de ouro
Leão, guardião de tesouro
Língua afiada, mesquinha

Mulher montada em dragão
Tomando vinho em domingo
O sangue não é de um amigo
Sagrado não é mais o pão

Esposa que espera o esposo
De branco, vestida de linho
Verdade, vida e caminho
Na fronte, carrega o Repouso

Em ferro e em barro, vivendo
Vivendo também de esperança
Com o pouco que resta de herança
Andando, e às vezes correndo

Olha lá! Vem voado o Miguel
E estrelas mais lindas que o sol
Na terra, se abre o sheol
E eu vou subir para o céu

Anderson C. Sandes


....